• Alexandro Barsi

O mercado de tecnologia precisa de você!

Atualizado: Fev 25



Muito se fala que a tecnologia acaba com algumas vagas e profissões do mercado. E é verdade: trabalhos com esforço repetitivo, operações obsoletas e pouco práticas tendem a desaparecer com a chegada da tecnologia às empresas – por consequência, algumas vagas de trabalho também. Mas a modernização é uma constante na história da humanidade. Sempre fomos melhorando e aperfeiçoando o “como fazer”, desde a agricultura pré-histórica aos aplicativos de delivery atuais. Se algo é certo no mundo e em nossas vidas é que tudo sempre muda.


Essa evolução traz também novas oportunidades. Por isso é importante estar sempre atento e não deixar, nunca, de aprender. Eu gosto muito de passar a seguinte mensagem: somos todos estagiários do século 21. O que quero dizer com isso é que, hoje, você precisa estar sempre estudando. Não cabe mais, no mercado de trabalho moderno, pensamentos como “estou no ápice, conheço tudo e não preciso mais aprender”. Nós temos que reaprender sempre, e também entender o novo cenário no qual estamos inseridos.


E se existe um mercado que está esperando novos profissionais é o de tecnologia! Eu falei sobre esse tema em uma entrevista à Folha de S. Paulo: existe muita oportunidade nesse mercado, mas não temos profissionais suficientes nem para as novas tecnologias - que seguem evoluindo -, e nem para as que já estão consolidadas. Falta mão de obra qualificada para atender às demandas de todas as empresas, desde as que precisam avançar usando novas tecnologias àquelas que têm a necessidade de renovar o seu legado. E isso porque, hoje, toda e qualquer empresa é uma empresa de tecnologia. Uma seguradora é uma empresa de tecnologia, um banco é uma empresa de tecnologia - a tecnologia está embutida nos negócios de todas as empresas.


Qualquer um pode aceitar esse desafio!

Em um relatório da Brasscom (Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação), os setores de Telecom, TIC (Hardware, Software, Serviços e Exportações) e In House (tecnologia produzida dentro das empresas que não são setoriais, como, por exemplo, os bancos) somaram 1,7 milhão de trabalhadores, com criação de 42 mil novos postos de trabalho em 2018. A associação estima, até 2024, a demanda por profissionais do setor em 420 mil, uma necessidade de 70 mil novos trabalhadores por ano. Hoje, o Brasil forma 46 mil pessoas em tecnologia a cada ano*.


Para atender à demanda, que já é escassa agora, precisaremos que o incentivo ao ensino da tecnologia seja um projeto de governo. É preciso conscientizar as escolas e universidades para inserir o ensino tecnológico na base do currículo escolar, além de também atrair mais pessoas para a formação profissional. Com essa escassez e alta demanda, os profissionais viram ouro no mercado. Por isso, os salários na área partem de R$ 8 mil a R$ 16 mil. Um mesmo profissional pode custar o dobro de um outro pelo conhecimento de uma tecnologia, ou por uma questão de senioridade, por exemplo.


Por isso, minha mensagem é: venha para a área tech! Toda pessoa pode e deve entrar nesse mercado. Existem muitas lacunas a serem preenchidas. Qualquer pessoa, de qualquer idade – porque podemos começar a qualquer momento, em qualquer circunstância e em qualquer fase da vida – pode começar a se envolver com esse assunto. A tecnologia tem vários caminhos, várias vertentes, e você vai achar uma na qual se encaixe. Então, estude! Busque formação, cursos e se informe sobre o ensino na área. Vá em frente. Nunca é tarde para começar algo novo. Não pense que já passou a hora: recomece! Esse é um mercado muito rápido de entrar e se recolocar.


Estamos esperando você aqui!







*Fonte: Brasscom.org.br




26 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo