top of page
  • Foto do escritorGabriela Nascimento

Como a IA pode ajudar um QA (Quality Assurance)?

O setor de Tecnologia da Informação (TI) é um dos que mais cresce e demanda mão de obra, mesmo em tempos de crise, devido ao seu papel fundamental na inovação e eficiência empresarial. A alta demanda levou muitos profissionais a considerarem migrar para a área de TI e até mesmo os que já atuam nesse campo a buscarem oportunidades mais promissoras dentro do próprio setor. Essa busca constante pelo aprimoramento e pela melhoria da carreira é perfeitamente natural.


Atualmente estamos observando na mídia uma certa preocupação das pessoas serem substituídas pela Inteligência Artificial (IA). E falando da área que atuo (Qualidade de Software), essa preocupação vem sendo tema em reuniões com alguns QAs (Quality Assurance). Por isso, decidimos fazer um brainstorming reunindo alguns deles para discutirmos como a IA pode nos ajudar no dia a dia e buscarmos aproveitar o momento ao nosso favor. E o resultado trouxe reflexões importantes sobre os benefícios dessa tecnologia, dicas, ferramentas e cuidados para o uso da IA nas atividades diárias de um QA.


Aqui estão algumas atividades em que a IA pode auxiliar o QA:

  • Pesquisas: a IA permite a obtenção rápida e eficiente de informações relevantes sobre tecnologias, metodologias ou problemas específicos. É necessário fazer perguntas adequadas e analisar criticamente as respostas;

  • Levantamento de Casos de Testes: a IA pode identificar e desenvolver casos de teste, sugerindo cenários relevantes com base em requisitos e comportamentos passados do sistema;

  • Formas de Escrita de Casos de Teste: a IA pode melhorar a qualidade da documentação de casos de teste, sugerindo formatos adequados, identificando lacunas ou inconsistências e fornecendo orientações para aprimorar a clareza e a cobertura dos casos de teste;

  • Análise de Código de Scripts Automatizados: a IA pode identificar problemas, como erros de sintaxe, más práticas de codificação ou baixa cobertura de testes;

  • Criação de Scripts de Testes Automatizados: a IA pode sugerir abordagens eficientes, identificar elementos-chave a serem testados e apoiar a geração automática de scripts;

  • Planejamento dos Testes: a IA pode auxiliar na elaboração do plano de testes, considerando fatores como priorização de funcionalidades, estimativa de esforço e distribuição otimizada de recursos;

  • Reportar um Bug: a IA pode analisar relatórios de bugs, identificar problemas recorrentes, sugerir soluções ou priorizar problemas críticos com base em dados históricos;

  • Estimativas de Testes: a IA pode fornecer estimativas mais precisas de tempo e esforço necessários para a execução de testes, considerando complexidade, dependências e riscos envolvidos;

  • Comunicação: a IA pode auxiliar na redação de e-mails, comentários em reuniões, preparação para apresentações, entre outros;

Existem diversas ferramentas de IA que podem ser utilizadas para essas atividades, seguem as que mais estamos usando no dia a dia aqui com os times:

  • ChatGPT: um sistema de chatbot que utiliza o modelo de linguagem GPT da OpenAI para fornecer respostas relevantes em conversas. É importante validar as informações geradas e evitar mencionar dados pessoais/sigilosos.

  • Perplexity: semelhante ao ChatGPT, porém com interface mais fácil e fontes confiáveis e atualizadas. É gratuito.

Além dessas, outras ferramentas podem ser utilizadas, como Gamma (criação de apresentações), Rose (geração de infográficos), Krisp (cancelamento de ruídos em chamadas) e Kick Resume (auxílio na criação de currículos).

Ao utilizar a IA, é essencial tomar cuidados específicos. Embora ela forneça sugestões e orientações, é importante validar as informações, considerando seu contexto específico. Ter conhecimento sobre o assunto em questão é fundamental para fazer perguntas adequadas e interpretar corretamente as respostas. Evite mencionar dados pessoais/sigilosos ao utilizar ferramentas de IA para proteger a privacidade e evitar riscos de vazamento de informações confidenciais.

É importante ressaltar que a IA não substitui a capacidade humana de julgamento e consciência emocional. Os analistas de testes desempenham um papel crucial na garantia da qualidade do software, considerando aspectos humanos e interações com o usuário. A sua experiência em projetos influencia na capacidade de avaliar o comportamento do software. Use a IA como um suporte, permitindo maior eficiência e produtividade em atividades específicas, aproveitando para se concentrar em tarefas mais complexas e de maior valor agregado.

Gostaria de agradecer a Andrea Reis, Jônatas Carreiro, Ilana Alcantara, Ariane Fonseca, Celso Foschi, Victoria Baptista, Julia Andrade, Jonathan Barrence, Guilherme Santos, Ana Araujo, Diego Souza e Luis Gustavo Ramos que colaboraram com esse artigo. Veriters que fazem a diferença!

130 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page